Sem 40% do corpo, DJ se adapta bem a nova prótese e atinge 1,70 m de altura

Patricia Stavis/Folhapress

JAIRO MARQUES
DE SÃO PAULO
18/09/2017

DJ Renildo Santos Silvia, 36, que sofreu uma amputação severa e perdeu 40% de seu corpo, passou por um drástico procedimento médico e retirou 40% de seu corpo. Agora, mais uma vez surpreende os médicos e, em tempo recorde, já se adaptou a uma prótese corporal funcional que o deixa com 1,70 m de altura. A previsão era a de que ele demorasse até um ano para ser “reconstruído”, mas foram apenas cinco meses.

A Folha revelou o caso em março deste ano, quando Renildo ainda iniciava o processo de reabilitação, que é inédito no mundo, e se adaptava a uma espécie de cesto feito em material semirrígido, para acomodar o tronco, ligado a hastes de metal, as stubbies, simulando as pernas. À época, ele estava com 1,14 m.

Uma série de feridas e infecções na região glútea fizeram que, em 2016, o DJ tivesse de se submeter, no HC de São Paulo, à hemicorporectomia, nome técnico da cirurgia que amputou do umbigo para baixo, retirando ou reorganizando órgãos internos. À época, o risco de morte no procedimento, que foi um sucesso, era de 85%, o mesmo que ele corria se não fizesse a cirurgia, pois começava a desenvolver um câncer.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *